Jornal do Mercado Público - Porto Alegre
PDF Imprimir E-mail
Qua, 03 de setembro de 2014 13:16

Gilberto Esteves

“Existe o Beto antes do Mercado e o Beto depois do Mercado”


Ele foi trazido para o Mercado Público pelo cupido: quando jovem, bancário aplicado, começou a namorar Leila, _ lha de um dos “patriarcas” do Mercado, Deomiro Salami. O futuro sogro tinha, então, o movimentado Supermercadode Carnes Laçador. E viu no genro um apoio para ajudar a tocar os negócios. O convite foi feito e a transição aconteceu por etapas. Beto começou vindo pela manhã, enquanto levava o banco à tarde, onde era chefe da Carteira de Títulos. Hoje, aos 52 anos, comanda o 
Mamma Julia ao lado da esposa, mas o início foi aos poucos.

Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Qua, 03 de setembro de 2014 13:11

Raúl Quiroga
Americanto

Por Letícia García

Nascido em Montevidéu, capital uruguaia, Raúl Quiroga encontrou no Rio Grande seus caminhos como folclorista e cantador. Autor de mais de 350 músicas nestes 30 anos de carreira, tem 10 CDs gravados e parcerias que atravessam fronteiras. Participou dos festivais dos anos 80 e já foi premiado com o Troféu Vitor Mateus Teixeira da Assembleia Legislativa como melhor arranjador de 2010. Quiroga é também criador do Projeto Americanto, que forma jovens na música para representar a cultura rio-grandense e latinoamericana. Com os jovens do projeto, seu amor pelo folclore promete se propagar através dos tempos.

 

Última atualização ( Qua, 03 de setembro de 2014 13:20 )
Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 02 de setembro de 2014 17:49

Estatuária e monumentos: vandalismo e abandono
Por Emílio Chagas


Porto Alegre é uma das cidades mais ricas em estatuária do país e sempre esteve na vanguarda da produção de obras de arte em prédios públicos (e até privados) – obras de um período em que teve seus mais importantes escultores e artistas. No entanto, de alguns anos para cá, essas obras estão, salvo raras exceções, em estado deplorável. Degradadas, pichadas e abandonadas, são o símbolo de uma época em que as artes e a cultura ficaram em segundo plano.

Última atualização ( Qua, 03 de setembro de 2014 13:26 )
Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 02 de setembro de 2014 17:39

Um novo telhado

Telhas novas já reconstituem os quadrantes atingidos pelo incêndio de julho de 2013. Enquanto isso, a prefeitura já recebe projetos dos mercadeiros do segundo piso para recompor as bancas. 

Última atualização ( Qua, 03 de setembro de 2014 13:33 )
Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 22 de julho de 2014 00:00

Largo da Copa

Palco de entrada para o Mercado Público, o Largo Glênio Peres recebeu torcedores de várias seleções durante a Copa do Mundo.

Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 02 de setembro de 2014 18:01

Mercado dos Lavradores
Por Felipe Daiello

Do mar, o perfil audacioso, vulcânico da Ilha da Madeira demonstra o orgulho do seu povo e das suas tradições. Distante mais de mil quilômetros de Portugal, a partir de 1419 começa, com a chegada dos primeiros desbravadores, a formação do caráter peculiar do ilhéu da Ilha da Madeira.

Última atualização ( Ter, 02 de setembro de 2014 18:04 )
Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 02 de setembro de 2014 17:42

Oriental e gourmet

Depois da reforma que aperfeiçoou seu espaço, Empório Japesca se afirma como ponto de abastecimento dos amantes da culinária oriental.

Última atualização ( Qua, 03 de setembro de 2014 12:58 )
Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 22 de julho de 2014 00:00

Oswaldir e Carlos Magrão 
Atravessando fronteiras
Por Letícia Garcia


Uma das duplas mais conhecidas no Rio Grande e no Brasil, Oswaldir e Carlos Magrão começaram a cantar e tocar juntos na década de 80 em Passo Fundo, no Bar Recanto Nativo. Depois de passagens individuais pelas trilhas do rock, abraçaram a música nativa, mixando com suas influências e experiências.

 

Última atualização ( Qua, 03 de setembro de 2014 12:59 )
Leia mais...
 
PDF Imprimir E-mail
Ter, 22 de julho de 2014 00:00

Territórios Negros 

Visibilidade do percurso do negro em Porto Alegre
Por Emílio Chagas

O projeto Territórios Negros nasceu em 2009 na SMED (Secretaria Municipal de Educação), informa o seu coordenador Leonardo Rosa. Cresceu e ganhou apoio do Gabinete do Povo Negro da PMPA, da Procempa e da Cia. Carris. Destinava-se a escolas, fazendo um roteiro que recupera os espaços históricos negros na cidade. Neste ano, foi aberto ao público, aos sábados, com duração de três horas, passando por oito territórios significativos para a comunidade negra. O último foi conduzido pela historiadora Fátima Rosane da Silva André.

Leia mais...
 
«InícioAnterior12345678910PróximoFim»

Página 1 de 40
Banner
 

Enquete

Como o Mercado deve melhorar?
 

Publicidade

Banner
Banner
© 2008 SINTEEPP - Todos os Direitos Reservados